sexta-feira, 22 de julho de 2011

Resenha - Devilman

Devilman
Autor: Go Nagai
Gênero: Ação.
Período de publicação: 1972-1973
Serialização: Weekly Shounen Magazine (Kodansha)
Número de Volumes: 5

Falar de Go Nagai é uma tarefa semelhante a de falar de um grande ícone entre os mangakás, Nagai foi um dos mais importantes autores da história, ao lado de Osamu Tezuka e Shotaro Ishinomori, e assim como eles, revolucionou os mangás até que eles tomassem a forma e o estilo que possuem hoje em dia. Nagai, sozinho, fez várias inovações nos quadrinhos japoneses: Piadas com muito Erotismo (Harenchi Gakuen), Garotas mágicas que se transformam para combater o mal (Cutey Honey), Robôs gigantescos controlados por dentro de um cockpit (Mazinger Z), Robôs que se juntam para formar um "Megazord" (Getter Robo)... Tudo isso que você provavelmente já viu no mundo dos mangás e dos animes, é culpa desse cara. No post de hoje falarei de um mangá que é considerado o seu trabalho mais profundo, denso e sombrio, e ainda ouso dizer, talvez sua obra máxima. Conheçam Devilman!





Devilman conta a história do jovem Akira Fudou, que mora na casa de uma amiga de infância. Um dia, após Akira e sua amiga serem abordados por um grupo de delinquentes (e Akira acabar com todos), surge um velho amigo de Akira que quer falar com ele, Ryo Asuka, que o leva para sua casa para mostrar algo absurdamente monstruoso e terrível. Na casa de Ryo, Ele mostra uma coisa que o seu pai que é arqueólogo trouxe de uma expedição às Ruínas Maias: Uma estátua em forma de demônio.

Graças à descoberta do artefato, O pai de Ryo deixou uma teoria que demônios realmente existiram, e que a Terra já pertenceu a eles um dia há milhões de anos e podiam mudar de forma se transmutando junto com outros organismos vivos como por exemplo um demônio que absorve características de um morcego, que após a transmutação, passa a ter asas e outras coisas assim. Após a revelação de Ryo, os dois amigos são atacados por uma horda de demônios sedentos por sangue humano e então, percebem que precisam escapar das criaturas.

Ryo se lembra de parte da pesquisa de seu pai e resolve mostrar mais uma coisa para Akira. Uma sala onde as pessoas perdem a sua sanidade, e Ryo, revela que os demônios voltaram para tomar a Terra de volta e que não há outra maneira de combatê-los a não ser com poder demoníaco, e para isso ele escolheu Akira, que possui coração puro, para se fundir com um antigo guerreiro da Terra dominada pelos demônios chamado Amon. Já que Akira possui coração puro, sua mente não seria completamente dominada por Amon, e assim ele não teria sua humanidade completamente perdida. Akira reflete bastante, já que não há outra saída para acabar com as criaturas atrás dele e de Ryo, é matar ou morrer, então Akira aceita a proposta do amigo e passa por um estranho ritual onde se transforma no Herói demônio Devilman, e assim passa a assumir a tarefa de erradicar os demônios do mundo, para que a paz possa reinar mais uma vez em nosso planeta.



A princípio, a história de Devilman, segue a fórmula de muitos mangás Shounen que você provavelmente já deve ter visto por aí, mas parando para analisar o mangá mais densamente, podemos notar altas críticas de Nagai ao jeito de se comportar do ser humano. Isso é notável principalmente nas lutas de Devilman contra algumas das criaturas. A série aborda esse tema de uma forma incrivelmente sombria e assustadora para a época (É muito difícil de acreditar que isso saiu na Shonen Magazine em 1972, sério mesmo, há muitos mangás seinen hoje em dia que não fazem um terço do que é feito em Devilman), o mangá é altamente violento, e as lutas são sempre resolvidas com extrema violência.

Go Nagai é conhecido por ser adepto do politicamente incorreto, tanto que na época em que estava na ativa, era considerado o inimigo público número 1 das associações de pais e professores por todo o Japão, seus mangás causavam muita polêmica para a Época. Se Osamu Tezuka é o Deus do mangá, o pioneiro que popularizou os quadrinhos japoneses, Nagai é o cara revoltado que criticava a sociedade da época. Até mesmo numa obra aparentemente inocente como Mazinger Z ou Dororon Enma-kun pode se notar o nível crítico do autor.


 
Devilman é um dos maiores sucessos de Go Nagai, a série ganhou uma adaptação animada de 39 episódios em 1972, mas o mangá teve boa parte do seu conteúdo amenizado para ser adaptado para animação, e sua história toma um rumo completamente diferente do mangá (O mangá é bem mais sombrio e assustador). Mas o sucesso de Devilman não ficou limitado apenas ao anime, a série ganhou uma penca de OVAS, spin-offs em mangás (incluindo o crossover com outra série de Nagai "Devilman vs. Getter Robo") e um filme Live-Action em 2004, feito nos moldes dos filmes dos super-heróis da Marvel.








Conclusão:
Devilman é um dos mangás mais impressionantes de sua época. É incrível notar que algo tão sombrio, assustador e profundo passou por uma revista shounen há quase 40 anos atrás. Eu duvidaria muito que a Shounen Magazine publicaria algo no nível de Devilman em sua grade (Talvez a Shounen Champion da Akita Shoten, mas ainda assim as chances não seriam altas). Sem dúvidas, a série é um dos melhores trabalhos de Go Nagai (na minha opinião, o melhor). O Final da série nos deixa uma mensagem (que não irei revelar aqui, pois seria um monstruoso spoiler). Mesmo a história tendo o aspecto de muitos mangás Shounen por aí (mas lembrem-se que da época em que Devilman veio), o jeito que ela é abordada é impressionantemente bárbaro. Dos mangás de seu tempo, Deviman é, sem dúvidas, um dos que mais se aproxima da perfeição.


Onde Encontrar:
Há raws do mangá disponíveis no raw scans forum e o mangá em inglês foi feito pelo Dynamic Pro scanlations, que trata de fazer boa parte das séries de Go Nagai, entre elas, Mazinger Z (que foi concluído recentemente em português pela Shin Sekai Scans e pela Bizarre Scans), Getter Robo e UFO Robot Grendizer, além é claro, de alguns dos spin-offs de Devilman.

Para encerrar o post, fiquem com a abertura do anime de Devilman:



Obrigado por ler, e por favor, comente

8 comentários:

  1. esse mangá deve ser foda demais. go nagai é um dos meus desenhistas favoritos, os traços extremos dele são mto doidos.
    já assisti o anime demon lord dante, que passava no animax, com ele sera q ocorreu a mesma coisa q o devilman? digo, o anime ser mais leve saca.
    pq achei ele bem bruto. uhaheuueahhuae
    valeu pela resenha

    ResponderExcluir
  2. Sim, o que aconteceu com Maou Dante foi a mesma coisa que com Devilman (só que com menos intensidade, acredito, o processo com Devilman foi bem mais retalhador). Se bem que Maou Dante está meio que relacionado com a produção de Devilman, que se formos comparar possui algumas semelhanças com Dante.

    Devilman é épico, arrisco dizer que é o melhor trabalho do Nagai.

    OBS: Se achou Dante ou Devilman Violentos, dê uma olhada em Violence Jack também, na minha opinião, o mangá mais doentio de Go Nagai. XD

    ResponderExcluir
  3. Estou sozinho estou carente estou alone
    ai vim ler seu blog
    pq esta muito triste aki em ksa

    ResponderExcluir
  4. Nintakun para mim Devilman tamem é o melhor
    trabalho, de Go nagai cara note tamen as referencias, aos trabalhos de love craft.
    Muito obrigado por traduzir Maziger z, um mangá
    que nunca penssei que veria em Portugês junto
    com o ótimo sexi comando,eo impagável Kinikuman.

    ResponderExcluir
  5. Sou muito fã do blog, na minha visão, é o melhor (do Brasil) referente a resenhas de mangas.

    ResponderExcluir
  6. @Gaara
    Tá aí um ponto que esqueci de comentar, a influência de Lovecraft em Devilman. (principalmente no final do mangá), bem observado. E de nada por Mazinger Z, Masaru e Kinnikuman, pra mim é uma honra.

    @Th3 L
    Nossa! Obrigado, meu caro! O Seu comentário me deixou bastante feliz, valeu! =D

    ResponderExcluir
  7. Putz, sempre procurei por um mangá para ler e sair um pouco dos animes, vou começar por este.

    Obrigado pelo review, e por não revelar o final, abs..

    ResponderExcluir
  8. Nunca pensei que vasculhando a net a procura de uma boa distração encontraria esse blog..... Pirei na resenha. Mesmo sendo uma postagem antiga, valeu muito ter parado para ler!!

    ResponderExcluir